Como fazer uma boa proposta de intervenção?

Se você ainda não conhece a estrutura da redação Enem, é muito importante saber que seu texto deve ter por conclusão uma “proposta de intervenção que respeite os direitos humanos”, conforme o próprio enunciado da prova. 

Tenha em mente que as intervenções não funcionam sozinhas. Quando você lê uma proposta de resolução de um problema, ela pressupõe que haja algo a ser resolvido, que já foi apresentado ao longo da argumentação. Por isso, um exercício interessante a se fazer é pensar quais problemas são resolvidos pelas intervenções apresentadas. Um texto bem organizado e com projeto claro tem todas as partes bem costuradas!

            Sua intervenção será avaliada com base na presença de cinco elementos que, juntos, formam uma proposta completa, bem estruturada e detalhada. São eles:

AGENTE: quem executa a ação, o ator social responsável por resolver o problema:

O governo

A mídia

A escola

A sociedade civil

Os movimentos sociais

Os indivíduos

AÇÃO: proposta propriamente dita, ação que busca resolver os problemas:

Ampliar programas de transferência de renda

Endurecer as punições aos infratores

Discutir o tema nas salas de aula

Fiscalizar as áreas fronteiriças do país

Criar pontos de acesso à internet gratuitos

MEIO/MODO: como o nome diz, o meio ou modo pelo qual a proposta será efetivada; responde à pergunta: “como sua proposta será feita?”

Desenvolvendo diálogos entre as disciplinas escolares

Por meio de propagandas e informes publicitários

Fazendo abordagens em locais de grande circulação de pessoas

Por meio da atuação dos agentes de Saúde da Família

Abordando em várias aulas a questão da alimentação

EFEITO: é o resultado pretendido pela sua intervenção, o efeito causado caso sua proposta seja colocada em prática:

Para garantir um estilo de vida saudável

A fim de oferecer a todo brasileiro os direitos previstos na Constituição

Com o objetivo de desenvolver um senso de pertencimento comum à pátria

Para que se reduzam os números de homicídios no país

A fim de possibilitar a ressocialização dos encarcerados.

DETALHAMENTO: é uma informação a mais, um aprofundamento das ideias que você deve incluir ligado a um dos itens anteriores. Pode ser uma justificativa, uma explicação, uma especificação ou uma exemplificação:

Uma vez que apenas o conhecimento é capaz de prevenir esses males

Principal meio de difusão de informações no Brasil

Que contem com a presença de psicólogos e assistentes sociais

Como filmes, novelas e séries

Desenvolvido no Brasil em meados da década de 1960

            As estruturas que você viu listadas acima se combinam para formar intervenções completas, com a nota máxima (200 pontos).

Exemplos de intervenções

Tema: Trabalho Escravo Contemporâneo:

1 O Estado deve promover campanhas educativas por meio das redes sociais, visto que essas são utilizadas diariamente pela maioria da população, para incentivar denúncias e conscientizar a população que o trabalho escravo fere o princípio da dignidade humana.

2 A União e os governos estaduais de regiões que possuem maior incidência de trabalho escravo devem oferecer cursos de qualificação laboral, essenciais para a integração no mercado de trabalho, por meio de parcerias com instituições e empresas, evitando, assim, o aliciamento para trabalhos degradantes.

3 A União precisa colocar em vigor a PEC do Trabalho Escravo, por meio dos ministérios do Trabalho e da Cidadania, órgãos competentes para essa função, pois assim haverá intensificação das fiscalizações e punições rigorosas e, por conseguinte, diminuição do trabalho escravo.

Você gostaria de um e-book com 101 modelos de intervenções? Se sim, os seus problemas acabaram:

https://www.hotmart.com/product/101-intervencoes-para-utilizar-na-redacao-do-enem/Q44936319B

Fique atento! Em janeiro de 2021, iremos lançar dois cursos: Redação Enem Advanced e Atualidades

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *